sábado, 27 de julho de 2013

Sexo Selvagem


Tapa na cara, na bunda, puxão de cabelo, mordidas, xingamentos, quem nunca transou no estilo, digamos, mais selvagem, sinceramente não sabe o que está perdendo...

Levar um tapa, ouvir aquela frase safada ao pé do ouvido acompanhada de um puxão de cabelo forte são capazes de deixar qualquer pessoa louca... 

Não existem regras ou manuais, homens e mulheres são adeptos a esse estilo de transa, porém, se você está em dúvida se o parceiro vai encarar, vá com calma, nada de começar dando um tapão na cara, vai que a reação da pessoa não é a esperada, a broxada será certa. Com isso, vá experimentando, o lance é começar com um puxãozinho no cabelo, aquele tapinha na bunda, se a pessoa vai gostando, vá aumentando a intensidade. 

Algumas pessoas se contentam com um tapinha e serem chamadas de vagabunda, outras, como as pessoa que vos escreve, gostam mesmo é de porrada, tapão na cara, puxão de cabelo, mordida, arranhões, aquele pegada na cintura, penetração forte e profunda, acompanhada de xingamentos de vagabunda, puta, cachorra, vadia, e como resultado sempre tem aquela gozada de fazer urrar, babar, tremer o corpo inteiro... Ui!

Se sentir submissa (o) é gostoso, e não há nada mais prazeroso do que vê o outro louco, a transa fica ainda mais quente, só não vá confundir sexo selvagem com agressão ao nível Lei Maria da Penha né??? Prazer e dor caminham lado a lado, mas não ao nível da pessoa ter que sair correndo fazer um B.O...

Outro fato fundamental, nada de deixar marcas visíveis para outras pessoas, isso é uma atitude amadora, e seu chefe, sua avó, seu filho, não são obrigados a vê seus hematomas sexuais, e não venha com esse papo de "vou deixar marca para mostrar que a pessoa é minha". Gata (o), deixa de ser idiota, o que acontece entre quatro paredes ou seja lá onde for, fica lá ok???

Se você quer levar a sério esse assunto de submissão, uma onda mais agressiva, existem várias opções para essa finalidade, como por exemplo, chicotes de tiras ou de montaria, algemas, varas, cera derretida. O que importa é se jogar, experimentar, sentir prazer...

Tay

2 comentários: