terça-feira, 21 de abril de 2009

Plenos Prazeres


A dica de hoje é um livro muito bom que li a uns dias:

Manual de Civilidade Destinado às Meninas para Uso nas Escolas

Fui apresentada a essa obra pelo meu grande Mestre Luizan. É um livro escrito em 1917, por Pierre Louys, que teve sua primeira publicação em 1927, dois anos após a morte do autor. Trata-se de uma paródia dos rigorosos e moralistas manuais de educação e boas maneiras utilizados na Belle Époque. Um verdadeiro ataque desferido contra as regras vigentes do puritanismo burguês.

Abaixo um trecho do Capitulo "Não diga... diga...":

Não diga: “Minha boceta.” Diga: “Meu coração.”

Não diga: “Estou com vontade de foder.” Diga: “Estou nervosa.”

Não diga: “Acabo de gozar como uma louca.” Diga: “Sinto-me um pouco fatigada.”

Não diga: “Quando eu tiver pentelho no cu.” Diga: “Quando eu for grande.”

Não diga: “Eu prefiro a língua ao pau.” Diga: “Só gosto dos prazeres delicados.”

Não diga: “Tenho doze consolos em minha gaveta.” Diga: “Nunca me entedio quando estou só.”

Não diga: “Ela goza como uma égua que mija.” Diga: “É uma exaltada.”

Não diga: “Ela se deixa enrabar por todos aqueles que a masturbam.” Diga: “Ela flerta um pouco.”

Não diga: “Eu a vi ser fodida pelos dois buracos.” Diga: “É uma eclética.”

Não diga: “Seu pau é demasiado grosso para minha boca.” Diga: “Sinto-me bem pequena quando converso com ele.”

Não diga: “Ele gozou na minha garganta e eu na dele.” Diga: “Trocamos algumas impressões.”

Tay

Um comentário: