sexta-feira, 1 de maio de 2009

Histórias de Quinta


"A Escolhida"

Entrevista de emprego sempre deixa Maria nervosa, pensando em tudo que envolve a aparência, pois a primeira impressão é a que fica. Maria prefere entrevistadores, afinal sua beleza não passa despercebida e quem sabe possa valer uns pontos na entrevista??? Maria chegou a empresa com antecedência e ficou na sala de espera junto com mais quatro concorrentes, todas disputando a vaga de secretaria do diretor da empresa. Enquanto esperava, Maria ficou perdida em seus pensamentos quando foi interrompida pelo toque do telefone, e em seguida a secretaria mandou a primeira mulher entrar. Maria achou estranho por que foi a primeira a chegar e não foi a primeira a ser chamada, "Tudo bem, deve ser por ordem alfabética", pensou ela. Minutos depois a mulher sai, o telefone toca e outra entra, e foi assim até Maria ficar sozinha. A secretaria já estava de saída quando o telefone tocou e finalmente Maria foi mandada entrar na sala. Ao entrar, Maria percebeu que a sala era do próprio diretor, e isso a deixou mais ansiosa para o que viria a seguir. Ela ficou em pé esperando para ver quem apareceria, de repente surge Miguel, o diretor executivo da empresa. Moreno, alto, charmoso e muito simpático. A cumprimentou e pediu para sentar-se, começou a entrevista de maneira formal e tudo corria bem até o momento que não se conteve e falou: "Maria, vi que você foi a primeira a chegar, mas pedi para chamá-la por ultimo por que queria que a sua entrevista fosse especial. Não sei o que aconteceu quando vi você, fiquei encantado e não conseguia parar de pensar no que faria quando tivesse você a minha frente". Quando terminou de falar, levantou-se e foi a direção dela que estava sem entender o que acontecia, porém muito excitada com as palavras de Miguel. O diretor aproximou-se, a tirou da cadeira, colocou na mesa e começou a beijá-la, orelhas, pescoço, boca. Maria queria ver até onde chegariam e começou a retribuir a atenção. Miguel foi desabotoando a blusa dela devagar, em uma espécie de tortura, em seguida tirou o sutiã e começou a sugar os seios de Maria de maneira suave e delicada. Em seguida colocou Maria em pé a sua frente, tirou a saia dela e começou a beijá-la pelas coxas e pela boceta, ainda por cima da calcinha, que por sinal, já estava molhada de tanto tesão. Tirou a calcinha de Maria, a sentou na mesa e começou a chupá-la, sugava, lambia, friccionava lentamente o clitóris com o dedo. Maria não aguentava mais e avisou que ia gozar. Miguel ouvindo isso se transformou, começou a chupá-la de forma agressiva, deixando Maria mais louca de tesão. Quando ela gozou, Miguel a pegou pelos cabelos, a colocou apoiada na mesa e meteu a pica até o fundo e começou a socá-la de maneira forte e rápida, puxava os cabelos de Maria que implorava para ser fodida , para apanhar, estava completamente submissa, fazendo Miguel gozar feito louco. Sem descansar ele pegou Maria e a mandou ficar de quatro no chão, dizendo que agora ela seria fodida no cu. Miguel meteu o pau no cu de Maria que gritava e gemia de dor e prazer, pedia para ser fodida mais e mais, até gozarem juntos. Em seguida se vestiram e Maria ficou ansiosa para o resultado da "entrevista". Miguel olhou para ela que estava sentada a sua frente e disse que a partir daquele momento ela era sua secretária para assuntos profissionais e pessoais...

Tay

Nenhum comentário:

Postar um comentário